As melhores Apostas Desportivas em Portugal

Gestão de dinheiro nas apostas – de quanto dinheiro preciso?

Saber gerir corretamente o dinheiro é uma capacidade que qualquer apostador profissional tem que ter. Como tal, se a gestão financeira não é algo inato em si, está na altura de aprender. Caso contrário, por mais sorte que tenha e mais estudo que faça antes de apostar, o sucesso a médio e longo prazo estará comprometido. Uma das primeiras coisas que terá de aprender antes de começar mais a sério no mundo das apostas desportivas é com que montante iniciar. Saiba mais sobre a gestão de dinheiro nas apostas e de quanto dinheiro necessita para começar.

Gestão financeira nas apostas desportivas

Saber gerir o dinheiro é algo essencial, não só nas apostas desportivas, mas no seu dia-a-dia. Seja a gestão de um orçamento familiar, de um pequeno negócio ou de uma grande empresa, ela é fundamental para o sucesso de qualquer atividade. A gestão do dinheiro é assim a capacidade de gerir adequadamente os recursos financeiros disponíveis. Sabendo que no mundo das apostas desportivas terá sempre prognósticos corretos e outros errados, se não souber gerir o seu dinheiro, rapidamente ele será consumido.

No caso das apostas desportivas, a gestão foca-se em dois pontos principais: o saldo inicial e a gestão desse dinheiro ao longo das suas apostas. Neste artigo iremos centrar-nos no saldo inicial e no valor com que deve começar a jogar.

Na realidade, a maioria dos apostadores novatos comete o erro de não estabelecer adequadamente uma quantia inicial. Enquanto uns começam por um valor baixo, para experimentar, outros endividam-se para lá das suas posses. Nem uma nem outra são soluções adequadas para quem quer levar as apostas desportivas mais a sério.

De quanto dinheiro precisa para começar?

Se pretende fazer das apostas desportivas uma atividade rentável, deve começar a agir como um profissional. Assim, comece por definir um valor com o qual vai começar a apostar. Este deve ser visto como um investimento, que terá de ser respeitado e bem gerido, de modo a dar-lhe lucro e não prejuízo.

O valor adequado depende muito de pessoa para pessoa. Na realidade, um apostador que tenha um salário líquido mensal de 1000€ terá uma determinada capacidade, ao invés de outro com um salário de 2000€ por mês. Ou seja, o valor depende das suas circunstâncias pessoais, devendo por isso estabelecer um montante que não seja necessário no seu dia-a-dia.

Tendo isso em conta, deve colocar logo de início um montante com o qual se sinta confortável, e que tenha uma duração prevista de um ano. Ou seja, a ideia é depositar um valor que lhe permita levar a atividade de apostas desportivas a sério, e que lhe leve, na pior das hipóteses, um ano a perder. Mas atenção. Se este é o pior cenário possível, é necessário entender que a ideia é rentabilizar esse investimento.

Duas das formas de cálculo utilizadas para definir um montante inicial é estabelecer uma percentagem do dinheiro que possui na totalidade. Por exemplo, se tem 5030€ na sua conta bancária, não deverá depositar na sua casa de apostas um valor superior a 10%, ou seja, 503€. Ou então, multiplicar por 1, 2 3 ou 4 o seu rendimento semanal. Se ganha 200€ por semana e apenas se sente confortável em usar o dinheiro de duas semanas, então deve depositar 400€.

Boas apostas


Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.