Escândalo no futebol. Ex-Real Madrid entre os detidos em esquema de resultados combinados


Vários jogadores, incluindo o ex-Real Madrid Raúl Bravo, foram detidos esta terça-feira em Espanha após ser desmantelado um esquema de resultados combinados na Primeira e Segunda divisões de futebol.

Raúl Bravo é apontado como o cabecilha da rede de resultados combinados.

Segundo a imprensa espanhola, Borja Fernández, Carlos Aranda, Samuel Saiz Alonso e Ínigo López Montaña, todos jogadores e ex-jogadores, faziam parte da rede criminosa.

Também vários dirigentes de clubes que disputaram a primeira e segunda Liga espanhola foram detidos.

A polícia acusa os suspeitos de formar uma organização criminosa para obter benefícios em apostas desportivas.

Entretanto, o presidente da liga espanhola, Javier Tebas, já comentou a operação da polícia, afirmando que esta foi desencadeada por uma denúncia de LaLiga: “Isto é muito doloroso mas o importante é acabar com a corrupção no futebol.”

Foram as movimentações nas casas de apostas, a favor da vitória do Nàstic, quando o Huesca já tinha assegurado a subida à LaLiga, que levantaram suspeitas.

A operação da polícia espanhola que culminou na detenção de vários futebolistas e dirigentes esta terça-feira foi desencadeada por suspeitas levantadas no jogo da época 2017/2018 Huesca-Nàstic, da penúltima jornada da 2.ª divisão.

Segundo avança o diário ‘Marca’, o Huesca já tinha a subida à LaLiga garantida, quando na penúltima jornada recebeu e perdeu em casa com o modesto Nàstic, por 1-0. E foram as movimentações nas casas de apostas, a favor da equipa de Tarragona – que somava menos 29 pontos do que o Huesca – a levantar suspeitas.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.