Escândalo de apostas ilegais rebenta no circuito ATP

Uma grande investigação conduzida pelo canal alemão ZDF descortinou um enorme esquema de corrupção vigente no circuito ATP de ténis.

A reportagem em causa revelou, sem identificar a pessoa em causa, que um atual top30 do ranking vendeu vários encontros para apostas ilegais ao longo dos últimos anos e corre o risco de perder os três títulos que tem no currículo.

Dos primeiros 30 tenistas, Diego Schwartzman, Matteo Berrettini, Alex De Minaur, Nikoloz Basilashvili e Benoit Paire são os únicos com total de três títulos na carreira.

O esquema das apostas tem origem na Arménia, mas os tentáculos vão até Espanha, França, Bélgica e Estados Unidos (o FBI, de resto, foi chamado a colaborar na investigação).

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.