Como a vida do vencedor do jackpot do Euromilhões piorou após o prémio

A identidade do único vencedor do jackpot de 190 milhões de euros do Euromilhões, atribuído a 8 de outubro, ainda permanece desconhecida. O sortudo validou o bilhete no Reino Unido, mas isso não significa que seja britânico. “Temos uma grande sorte. Ele é o maior vencedor da história do Reino Unido”, afirma Andy Carter, assessor dos vencedores da Lotaria Nacional do país.

A família Bayford foi a última a ganhar o jackpot máximo de 190 milhões de euros em 2012 naquele país. Adrian era um ex-carteiro que tinha uma loja de filmes e música e Gillian trabalhava num hospital infantil. De acordo com o jornal britânico Mirror, apenas 15 meses depois de ganharem o sorteio, a mulher pediu o divórcio.

Desde aí, a vida de Adrian só piorou. Mesmo com imensos luxos, o casal teve problemas com a família e os amigos. Adrian até admitiu ao jornal britânico The Sun que a sua vida “se tinha tornado miserável” e que teve ir para a Austrália para começar uma vida nova.

Depois do divórcio, o vencedor foi rejeitado por três mulheres diferentes – de uma até chegou a ficar noivo após seis semanas de namoro. Adrian costuma ser visto a beber álcool e muitos afirmam que arranja confusão com algumas pessoas no meio da rua.

Os outros vencedores do jackpot foram um português em 2014 – que comprou o seu bilhete na Tabacaria Sobedis, em Castelo Branco – e um espanhol em 2017 – que comprou o bilhete em Las Palmas, na Gran Canaria e foi validado no Centro Comercial El Mirador. A identidade de ambos permanece desconhecida.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.