As melhores Apostas Desportivas em Portugal

Ex-bancário desvia 250 mil euros de um banco para as apostas online!

Nem tudo são rosas no vasto mundo das apostas online, e desta vez trazemos um artigo exclusivo, onde serve de alerta para todos os que apostam, ora online ora fisicamente.

Estas situações não devem acontecer, apostar deve ser um acto lúdico e se virar profissional, deverá ser feita com cabeça, tronco e membros.

Um jovem desviou cerca de 250 mil euros de contas bancarias de uma instituição bancária onde trabalhava para sustentar o seu vício do jogo online.

Segundo o Ministério Publico (MP), o jovem cometeu estes “pseudo” crimes entre 2009 e 2013, aproveitando-se da qualidade de funcionário, engendrando um plano para poder desviar o dinheiro de diversos clientes.

Estima-se com e sem consentimento de alguns clientes a quantia exata ronda os 252647.89 euros que o jovem através de levantamentos e transferências conseguiu “angariar” para sustentar o seu vicio.

O jovem usava várias estratégias para poder mexer nos fundos, onde iria às contas à ordem, poupanças, e com o seu próprio punho assinava as autorizações, segundo avança o MP.

Este jovem com cerca de 30 anos começou a ser julgado esta semana no Tribunal de Coimbra onde responde e é acusado pelo MP, de crimes como, burla qualificada, falsificação de documentos, falsidade informática.

Perante o coletivo de juízes, o jovem natural de Santa Comba Dão, e atualmente a morar e a trabalhar no estrangeiro, confessou, sem reservas, os factos da acusação e logo se comprometeu a começar a pagar a divida ao banco.

Afirmou segundo o DC, que iria começar por pagar cerca de 300 euros por mês, mas ainda afiançou que iria aumentar a quantia para colmatar o dano, aumentando assim a prestação mensal.

Quando a fraude foi descoberta pelo banco, este restituiu os valores ao clientes lesados, e segundo consta este caso apenas foi revelado, por causa de uma cliente de um balcão em Coimbra questionou as movimentações na sua conta que não correspondiam ás suas instruções.

O arguido fez questão de “gerir o atendimento” o que fez desconfiar a instituição bancária e o balcão em questão. Pois era um procedimento invulgar para este funcionário e na qual gerou surpresa aos restantes funcionários.

Quando este foi confrontado pelo gerente do balcão este logo acabou por confessar todo o esquema.

Segundo revelou esta semana o jovem em Tribunal, ajudou as autoridades explicando como fazia o dinheiro circular que desviava das contas e onde circulava através da namorada quer por outros familiares para evitar de ser apanhado.

Peritos presentes em Tribunal afirmam que este jovem padece de acompanhamento, e segundo afirma o DC o perito afirma que o vício do jogo deve ser tratado como um vício de álcool ou droga se tratasse.

O perito afirmou em Tribunal independentemente da pena, este deveria ser seguido pelas entidades competentes devido ao seu vício ao jogo.

O advogado de defesa como o MP defendem que o jovem deve ser condenado a 5 anos de pena suspensa.

Mais um retrato desta vez mais negro do mundo das apostas online mas que sirva de aviso e de exemplo do que NÃO se deve fazer.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.